quarta-feira, 5 de maio de 2010

Rondônia e a sua "Arena de Futebol"


“Futebol de Primeiro Mundo”


Professor Nazareno*


Diversas vezes alguns internautas fazem comentários sobre meus textos e pedem que eu escreva algo bom sobre Rondônia. Só que agora parece que a coisa é mesmo pra valer. O Grupo Empresarial Infinity Empreendimentos S.A. anunciou esta semana a construção de um grande complexo esportivo em Porto Velho. Trata-se do Estádio e Centro de Eventos “Terceiro Milênio” que deverá ser inaugurado daqui a três anos. “O complexo esportivo e cultural é uma obra inovadora que vai atrair turistas de várias partes do Brasil e até do exterior”, afirmou o arquiteto responsável pela obra. “Embora esse complexo seja concebido para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014, sua estrutura terá condições de abrigar diversos eventos”, informou.

Não estou bêbado nem sou idiota. Sediar jogos da Copa de 2014 mesmo sem a capital de Rondônia ter sido escolhida como sede da competição é um engodo. Não só estão enganando os rondonienses como também estão subestimando a sua capacidade de raciocínio. Uma executiva desse grupo empresarial foi mais além ao afirmar que o “Terceiro Milênio” será um dos poucos estádios cobertos do mundo, um importante quesito para ser palco para as partidas da competição comandada pela Fifa. “Trata-se de um projeto de alta tecnologia”, resumiu ela. A mega-construção terá entre outras tecnologias de ponta, cobertura completa para captação de raios solares e toda uma infra-estrutura para usar a água das chuvas que será prontamente armazenada.

Embora desbanque os principais estádios de futebol do mundo, esta mentira não levou em consideração que em Porto Velho não existe futebol. Genus, Shallon, Moto Clube e Cruzeiro são os esquadrões da capital. Clássico por aqui leva 20 ou 30 “gatos pingados” para o Aluizão, a nossa principal arena. Dia de domingo é sagrado para ir aos bares da cidade torcer pelos times do Sul maravilha. Talvez esses empresários ficaram encantados com o nosso “futebol com spray de pimenta” ou com a capacidade de Loló para administrar clubes de futebol. O que se espera é que este “oba-oba” não tenha dinheiro público envolvido. O Hospital João Paulo Segundo, por exemplo, continua com gente esparramada pelo chão. Problemas na cidade não faltam.

A idiotice e a falta de leitura de mundo da nossa população são tantas que numa simples matéria sobre futebol em qualquer site de notícias, 200 ou 300 comentários são postados imediatamente. Dez vezes mais do que o público do Aluízio Ferreira em dia de clássico. Política, saúde ou educação são itens praticamente ignorados pelo nosso público torcedor. Outro problema sério sobre esta fictícia empreitada é o nome que se escolheria para o projeto: em vez de Terceiro Milênio, “O Lolozão” soaria mais familiar e combinaria com as breguices desta cidade sem futebol situada em pleno país do futebol. Quanto a atrair turistas do exterior é admitir que Guayaramerin seja o centro do mundo, uma espécie de Europa para os rondonienses.

Torço para que tudo isto seja verdade. Rondônia precisa de obras faraônicas para se fazer conhecida no restante do Brasil e do mundo já que por aqui não se projetaram quase nenhuma com a fartura do dinheiro das usinas. Ou então há de se concordar com um internauta, Heverton Carmo, que escreveu num comentário em um site local sobre o fato: “Blá, Blá, Blá, inovadora... fora de tempo... O cruzeirinho tendo que ganhar uniforme do Cruzeiro de BH, jogadores tratados pior que albergados, campeonatos regionais que começam e terminam fora do calendário nacional... balela... A cidade precisa de infra-estrutura urbana primeiro... será que alguma competição internacional virá para pisar em nossos esgotos a céu aberto? Como será a imagem de tal obra ao lado de palafitas miseráveis?” Alguém ainda acredita em duendes?


*O professor Nazareno leciona em Porto Velho.


8 comentários:

Valdemar Neto disse...

É mais fácil acreditar em duendes do que acreditar que o "Terceiro Milênio" vai ser real. É cada uma!!!

Alberto Oliveira disse...

ola a todos da redaçao!!! e incrivel como tem gente querendo enganar o povo de rondonia,so falta falar que o presidente nikolas sarkozy vai visitar porto velho,ou te mesmo o obama,rondonia nao banca nem mesmo o cruzeiro do lolo, imagine um espoarço esportivo como eesse, tomei foi um susto quando vir essa materia no rondoniaovivo. outra coisa, to me preparando aqui quando voltar pra pvh essa cidade que aprendir a amar de verdade, apesar de ser do ceara,quero levar uma estrutura para o cruzeiro,to garinpando chuteiras, do paris sant germaian,lion,lille,marselle,bordeux,e outros levar tudo para o cruzeiro ajudar o lolo...
(comentário retirado do site www.rondoniaovivo.com.br)

Forasteiro do Sul disse...

Falou e disse professor!!!! Alguem tem que abrir os olhos desse povo, e vc é a pessoa certa. Embora muitos são contra oq vc escreve, pq não aceitam criticas.... como dizem por ai, "Parecem um bando de ienas".
(comentário retirado do site www.rondoniaovivo.com.br)

Antonio de Souza Alencar disse...

Valeu de novo meu grande professor. Copa do Mundo em Porto Velho? Copa das confederação é muito absurdo mesmo. Depois fica ai sem servir para nada feito o Cláudio coutinho. Só emRondonha mesmo como o senhor diz.Os jarnalistas não viram este absurdo e ninguém fez perguntas a estes empresários de araque? Esse dinheiro é muito suspeito, pois investir em futebol num lugar que não tem futebol é coisa de gente otária professor.Ou então coisa de gente que tem muito dinheiro e não liga para com o que se gasta. Duvido que não tenha dedo de politico canalha pelo meio. /// Duvido mesmo e as autoridades deviam era investigar tudo isso. OBRIGADO
(comentário retirado do site www.rondoniaovivo.com.br)

Ivanilson Frazão Tolentin disse...

Mais uma história para boi dormir, ou melhor, para o povo de Porto Velho dormir. Uma capital de estado com tantas deficências- como falta de esgoto, asfalto, áreas de lazer, saúde, pobreza, violência entre outras- vai se preocupar em construir um estádio de futebol sem a menor necessidade e sem público para frequentar. Se eu lesse a notícia que ao invés de estádio, estão querendo construir uma das melhores e maiores bibliotecas do Brasil em PVH, que ficaria feliz. Afinal, seria uma obra que, de fato, a cidade merece e o estado carecem. Agora, estádio...tenham dó. De qualquer forma, professor Nazereno, valeu pelo texto. Os seus artigos são um oásis nesse deserto de hipocrisia em que vivem a sociedade e os veículos de comunicação locais. Valeu!
(comentário retirado do site www.rondoniaovivo.com.br)

Anônimo disse...

Professor Naza + uma vez o senhor abriu a boca p/ falar besteira!!!!
Não se trata de não aceitação de críticas e sim de não aceitação de informções errada:
1)O estadio não será usado para a copa de 2014 e sim para a COPA DAS CONFEDERAÇÕES DE 2013 o que é plenamente possivel.
2)Não será usado apenas para jogos de Cruzeiro,Moto Clube,Shalon e Genus,mas terá como principal foco grandes eventos festivos.
3)E o mais importante é um investimento privado,sendo assim eles não possuem nenhuma obrigação de ivestir em pronto socorro,asfato e bla,blá,blá,essa obigação cabe ao governo:ou seja se for uma obra faraonica prejuízo privado e não do governo.
obs:voce e quem engana o povo,ou melhor seus ''leitores'' sempre com informações absurdamente erroneas.

Íngride disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Primeiro, o pseudo-estádio como o senhor e alguns leitores chamam, é uma obra privada, não existe investimento do governo. Segundo, faltou entendimento da sua parte ao ler/ouvir a notícia, pois Porto Velho não sediará a Copa do Mundo de 2014, e sim, a Copa das Confederações. E se sediasse a Copa do mundo, iria movimentar muito mais a economia da cidade, seria bom para o estado. Terceiro e último, eu tenho certeza que encontrarei o senhor no jogo de abertura, pois como dizem por aí 'fala mal mas paga pau'. A mesma coisa o senhor dizia do shopping, mas vive lá com a camisa amarrotada, a calça que não é lavada a três semanas e o cabelo despenteado.