terça-feira, 6 de abril de 2010

Contatos Imediatos de Terceiro Grau em Rondônia?


OVNI’S nos céus de Rondônia!


Professor Nazareno*


Essa não é a primeira vez que Objetos Voadores Não Identificados buscam fazer contatos com Rondônia e os rondonienses. Há menos de dois anos, na localidade de Surpresa, município de Nova Mamoré, vários moradores juram que viram “discos voadores” rondando aquela localidade. E agora desta vez, foram fotografados vários pontos de luz voando nos céus de Guajará Mirim. O site rondoniaovivo divulgou em primeira mão o acontecido. Antes eu não acreditava na existência de tais objetos, mas diante dos fatos tenho que “dar a mão à palmatória” e admitir publicamente que seres de outros planetas podem estar realmente querendo fazer contato conosco. E os motivos são muitos.

Vamos imaginar que os habitantes destes fictícios planetas distantes tenham em sua sociedade um Poder Legislativo, uma espécie de Assembléia Legislativa como a nossa. Com estes contatos eles poderiam incrementar ainda mais a função do legislativo deles. Indicaríamos o nosso Deputado Estadual Jesualdo Pires para fazer os contatos imediatos. Os visitantes extraterrestres aprenderiam, por exemplo, como legislar sobre “defecar em terminais rodoviários” ou então “como devolver dinheiro do povo ao Poder Executivo” mesmo que houvesse inúmeras obras para serem feitas em suas cidades. Eles só não poderiam ser filmados...

Roberto Sobrinho, o Prefeito da capital, poderia também receber os visitantes. Não por se parecer com um E.T. com aquele bigodinho, mas principalmente por que inovou na administração da cidade. Sem buracos nas ruas, sem valas transbordando de sujeira e tapurus, Porto Velho seria copiada imediatamente pelos administradores e autoridades de outras galáxias. Sobrinho poderia também mostrar o maior cabedal de obras inacabadas da história porto-velhense. Falaria da ponte sem estrada e das Hidrelétricas que devastam o nosso meio ambiente e geram energia apenas para fora do Estado. E o nosso futebol com spray de pimenta e jogadores morrendo de fome? Meu Deus, eles ficariam loucos.

O ex-governador Ivo Cassol também faria um grande favor a Rondônia e ao povo daqui se quisesse dar as boas vindas aos viajantes do espaço. E nem precisava tirar o chapéu. Com pose de estadista de Primeiro Mundo, mostraria como não investir quase nada na educação ou na saúde e ainda assim deixar o governo com altos índices de popularidade. Diria aos “homenzinhos verdes” que criar milhares de cargos comissionados e andar com um batalhão de seguranças pagos pelo erário é uma das lições do bom administrador. Talvez alguns deles, curiosos, quisessem saber como comprar votos a cem reais e não ser cassado pelo TSE. Ou então como “cacetar” professores em greve e ainda ser aplaudido.

Como se pode ver, se seres de outros mundos nos visitassem não teríamos nenhum problema. Nós mesmos poderíamos até mostrar para eles “as três caixas d’água” e diríamos que elas só são adoradas pela população de Porto Velho porque representam a beleza. Eles iriam acreditar. Extraterrestre é bicho besta, parece até com rondoniense. Mostraríamos também o nosso porto, aquele barranco fedorento que dá nome à cidade. Inventávamos uma desculpa qualquer se eles reclamassem de alguma coisa. Por isso, devemos todos nós dar as boas vindas aos seres de outros mundos que querem fazer contanto conosco. Torçamos para que eles venham. Já pensou se eles aparecem aqui na época do “Arraial Flor do Maracujá”?


*O professor Nazareno leciona em Porto Velho.


12 comentários:

Pedro de Alcântara Nogueira disse...

Parabéns professor pelo ótimo oportuno artigo, acho q como o Sr os Ets tem muito q aprender com nossos administradores, sem falar na "atuante Assembleia Legislativa" q até o presente momento não vi nenhum projeto benefico a sociedade a não ser a criação de 8.000 cargo de Cabos eleitorais para campanha do Cassol de resto sevia apenas para aprovar os projetos do executivo e caso não aprovasse peia neles... não linda essa situação?

Wanderley disse...

ahuahuhauhuhuahuahahuaaauauhauhuhu um tanto quanto sarcástica mais ta valendo a crônica nazareno, só faltou a dica para os homenzinhos verdes pegarem umas aulas de "estratégia operacional e Gestão de Conflitos" com a COE

Gefferson Menezes disse...

Esse imbecil chamado de Nazareno, que pra mim não tem nada de professor, continua falando mal do povo rondoniense. No texto está escrito: "Extraterrestre é bicho besta, parece até com rondoniense", mostra a estupidez desse idiota que insiste em não respeitar essa terra que lhe acolheu. Vê se cria vergonha na sua cara e reflita nessa frase: "O caminho do torto é por onde ele veio". Se você quer respeito, aprenda a respeitar os outros.

Laércio Pinto da Silva disse...

Caro Gefferson Menezes, Tá vendo como o Nazareno tem razão. Talvez vc como grande parte da população analfabeta não saiba é que Rondoniense é quem mora em Rondonia, e RONDONIANO (COMO EU) è quem nasceu em RONDONIA. É que quando ensinam eles mesmos não sabem e aí é triste...Pesquizem...

Marival Furtado Vieira disse...

Esse babaca continua falando mal de nossa Rondonia. Volta pra tua terra e vai passar fome por lá, como talvez era teu costume. Não venha cuspir no prato que te alimenta. E mais respeito com nossa terra. Falta o Zé Katraca, também dar-lhe uma katracada.

Franco disse...

Surpresa é distrito de Guajará Mirim e não de Nova Mamoré como é citado na materia acima..

Valberson disse...

Meu caro Gefferson não venha me dizer que voce acha que o povo rondoniense fez certo em eleger o Cassol duas vezes ao governo e ainda possivelmente ira eleger novamente para senador... eu sou rondoniense e fico decepcionado com esse povo, na grande maioria do interior e com poucos estudos que acham que o senhor Ivo Cassol é um otimo governante talvez pelo fato dele ter a maior parte de seus votos de pessoas sem estudos que ele não fez nehuma reforma nas escolas e nem capacitou os professores para dar aulas nessa porra de estado...O nazareno é um excelente professor da aulas extras trabalha alem do lhe é mandado da aulas no sabado domingo faz de tudo para trasformar um pouco da realidade dos pobrescoitados rosonienses abandonados pelo poder publico ai vem um babaca como esse Gefferson chama-lo de inbecil??? Ele assim como todos os professores do projeto terceirão do joão bento se matam de trabalhar nuna escola que ta quase caindo aos pedaços para dar educação aos jovens e vcs ainda acham ruin porque ele fala a verdade? ele chinga os rosonienses na tentativa dechamar a atenção mas para o povo lutar para que ele possa elogiar nosso estado algum dia mas acho que isso não acontecera nesta encarnação porque ainda xiste gente desqualificada que não aguenta a verdade cruel do nosso Brasil...

Ivanilson Frazão Tolentin disse...

Professor Nazareno, esses dois últimos artigos estão impagáveis. O humor de alta qualidade do texto, dá a essa tragédia, que é a política em RO, um pouco de alegria, apesar do pesares. Proponho, que se os extraterrestre vierem mesmo ao Estado, que seja feita uma reunião com os ex-governadores. Afinal, seria um verdadeiro intercâmbio de informações entre os Ets de lá com as idéias dos Ets daqui. Imagine no que daria esse batepapo. Como tradutor entre esses dois tão diferentes povos poderiámos contar com o apoio e sensibilidade educacional do ex-governador Cassol. Afinal, ele entende como fazer a mágica de esquecer a Educação e saúde e sair aplaudido pela população. Aliás, como você citou no texto. Daqui da terra do Kilt, saiba que vc tem um leitor assíduo. Apesar de algumas vezes, não concordar com alguns pontos.

Antônio de Souza Alencar disse...

Seus textos são muito polêmicos professor. E Este está de mais da conta. Tem ironia em cada letra em cada palavra. Adorei de novo. O que não pode é os leitores ficar trocando insulto e palavrões e chingando o senhor como fez o nobre colega.Ele tem o direito de não gostar do que o senhor escreve mais xingar é besteira, infantilidade mesmo.Os eleitores daqui são bestas mesmo, otários em votar nestas pessoas que o senhor critica nos seus texto. Eleitor que vota em Cassol, Jesualdo que defeca em privada de rodoviária, Roberto do bigodinho e outros mais são políticos que devem ser criticados sim. somos uns besta mesmo, professor. só o senhor para abrir os olhos desse povo que entrega suas riqueza aos forasteiros e ainda reclama de quem tenta abrir os seus olhos. parabéns pelo texto e não deixe de escrever desse jeito. Leio tudo o que o senhor escreve porque sei que seus texto são dos bons. É uma critica diferente um texto diferente que ironisa e critica quem faz tudo errado. Acorda Rondonia.Abra os nossos olhos com muita sabedoria professor.Faltava alguém na midia de Porto velho com este veneno que só o senhor tem. Mais tome cuidado tem gente que não sabe receber criticas e acha que ainda estamos na ditadura. OBRIGADO.

Arthur Alves disse...

Vai ver eles vieram defecar nos banheiros de nossa bela rodoviária!

a.Ocampo disse...

Prof, estava eu aqui em uma terra muito distante a lembrar de suas aulas, bateu aquela saudade e resolvi dar uma passada aqui pelo seu blog, não me arrependi em ver como o senhor continua, com seu amor e um temperinho especial, a preparar seus textos. Eu não estava sabendo dessa história de Ovini's em RO e achei muuito cômico isso, no decorrer do texto, vendo a análise que o senhor faz comparando com a situação de RO, me apaixonei mais ainda pelo seu trabalho :)
Ficarei aqui, distante, mas continuarei a acompanhar o seu trabalho e, nesse momento já o apresentei a um amigo meu, espero assim, mostrar que Rondônia, como qualquer outra capital do nosso país, tem os seus problemas mas também conta com profissionais responsáveis que, colocando até mesmo, sua vida pessoal em risco, tenta abrir os olhos da sociedade para a realidade brasileira.
beiijos!!

Lucas Vieira disse...

esperto é quem deixa de ler essas pessoas que se dizem "colunistas sociais" para lerem seus textos professor.Pois estes "colunistas" visivelmente são de baixo nível,recorrem a palavras chulas para se defenderem.enquanto o senhor com sabedoria tenta passar algum conhecimento e estímulo para que as pessoas mudem o cenário político de nosso estado.