quinta-feira, 27 de agosto de 2009

"Rondonha": ainda o brilho ofuscado do falso telurismo....


A infelicidade gera horrendos monstros interiores. A pessoa infeliz é perturbada por uma intenso pessimismo e caminha a passos largos em direção à misantropia. Tudo é feio para quem é infeliz. Tudo é cinza.

É intensa a tristeza de quem está acima do bem e do mal e é obrigado a viver entre seres falíveis, frágeis, propensos à ignorância. Os deuses tendem a ser apedrejados quando falam aos homens. Diante da surdez humana, os olimpianos experimentam a angústia.

Os textos do Professor Nazareno, mestre das letras de nossa cidade, são perpassados por essa amargura. Nada o alenta. Nada o agrada. Tudo é feio em Porto Velho, que não merecia ter, em uma de suas casas, esse herdeiro de Voltaire. Com destemor, esse gigante da retórica, do alto de sua turris eburnea, apedreja os passantes, ridiculariza os seus modos, os seus costumes, e até os nomes que eles escolheram para as suas coisas. Como um chanceler da moralidade e da decência, esfrega nos narizes alheios a verdade (ou o que ele acha ser a verdade). Para isso, empunha, como um escudo, o título de professor: "eu sei, vocês não sabem". E, aplaudido por algumas pessoas sem discurso, grita contra o muro, trazendo ao pescoço o peso de uma melancia lírica.

Seu ranger de dentes não esconde, porém, o inconformismo, pois se considera um injustiçado pelo destino. Poderia estar agora em uma cidade grande, sentado à mesa com intelectuais da mais alta estirpe, mas quiseram as parcas e o motorista do pau-de-arara, que ele trouxesse a sua rota trouxa para esse rincão perdido no epicentro da floresta: a "Rondonha" (como ele costuma chamar), o eldorado das piritas. A Paraíba perdeu um filho, "Rondonha" ganhou um crítico.

Do subterrâneo de minha insipiência, leio os textos do mestre das letras, professor Naza, aquele que diz. E fico sem saber se o que lhe sobra é coragem ou insensatez. Em suas palavras, porém, perpassa a tristeza de quem é obrigado a caminhar entre os homens.

Brother Bob


Texto retirado do endereço eletrônico (site) abaixo no dia 27 de agosto de 2009:

http://sadcityhappypeople.blogspot.com/2009/07/rondonha-do-tio-naza.html


Um comentário:

Vitor disse...

Jose Nazareno o Luther King de Ronbonha,digo,Rondonia