sábado, 31 de maio de 2008

Redação sobre a parada gay em São Paulo - somos mesmo todos iguais?

Disciplina: REDAÇÃO Professor: Nazareno

TEMA: A DISCRIMINAÇÃO (Parada Gay em São Paulo) - Somos mesmo todos iguais?

(SUGESTÃO DE TEXTOS)

TEMA: Ano passado, uma passeata gay foi duramente reprimida em Moscou, capital da Rússia, quando vários simpatizantes foram presos. Em São Paulo, os organizadores afirmam que a parada gay deste ano reuniu quase 5 milhões de pessoas, mas em alguns países muçulmanos, as manifestações feministas e homossexuais são punidas até com a pena de morte. A intolerância tem se manifestado no mundo inteiro contra aqueles que se assumem diferentes. Produza um texto dissertativo (Questão Discursiva – mínimo de 05 linhas e máximo de 15) mostrando se é importante viver numa sociedade onde há respeito às diferenças.

TEXTO 01

Apesar dos avanços da ciência, da tecnologia e dos direitos humanos neste século, o Brasil ainda é cenário dos mais variados tipos de discriminação contra o negro, a mulher, o pobre, a criança e também aos homossexuais. Essa discriminação é visível nos salários mais baixos, na dificuldade de obter emprego por causa da cor da pele ou na omissão dos poderes públicos. Como conseqüência, os negros, por exemplo, são encarados como suspeitos apenas por serem negros ou os homossexuais são discriminados apenas por causa da sua orientação sexual. Viver numa sociedade que respeita o convívio entre as diferenças é sinônimo de civilidade e de respeito ao próximo.

TEXTO 02

Todo e qualquer tipo de discriminação é totalmente incompatível com os ideais de cidadania. É possível, sim, educar para a igualdade e nos organizarmos para impedir que a sociedade construa seus alicerces sobre o preconceito. A recente parada gay em São Paulo pode ser entendida como exemplo dessa visão amplamente aceita no mundo inteiro. A orientação sexual de terceiros não pode ser motivo de preconceito por parte de ninguém. A sexualidade dos outros não diz respeito a ninguém, somente ao próprio indivíduo. Cinco milhões de pessoas nas ruas é uma demonstração de maturidade da nossa sociedade que já parece ter percebido o óbvio: viver numa sociedade que sabe respeitar as diferenças.

TEXTO 03

Quando alguém ou um grupo julga uma pessoa não pelo que ela é, mas por sua nacionalidade, cor, sexo, orientação sexual, isto é discriminar. Trata-se de um hábito muito antigo e arraigado em quase todos os povos do mundo, aprendido pelas crianças ao copiarem muitas vezes as atitudes de seus pais, com conseqüências medonhas na forma de guerras e opressão sistemática de grandes parcelas da população. Apesar de ser muito difícil mudar opiniões aprendidas na primeira infância, não é impossível exercitar a tolerância na forma de controle de ações discriminatórias. Exemplo disso são as manifestações dos homossexuais na parada gay de São Paulo e em outros países do mundo que já aceitam e acham importante conviver com as diferenças.

Um comentário:

maloka.westphal disse...

Professor, este ano a parada gay em Moscou foi novamente reprimida, durou cerca de 15 minutos - tempo em que a polícia chegou para contê-la.

http://gay.uol.com.br/album/ap_parada_moscou_2008_album.jhtm?abrefoto=10

http://mixbrasil.uol.com.br/mp/upload/noticia/11_101_67084.shtml

Karla.