domingo, 27 de setembro de 2009

Parada do orgulho Gay e participação política


Passeata gay: falta de consciência política?


Professor Nazareno*


Com o objetivo de promover o lançamento da 7ª Parada do orgulho LGBT de Porto Velho que será realizada no dia 11 de outubro de 2009 com o tema: “Sem homofobia, mais cidadania”, o Grupo Gay de Rondônia concede entrevista coletiva, envolve a mídia falada e escrita, cita autoridades, cria sensacionalismo estéreo, convoca para reunir, reúne para convocar, faz e acontece na fixa e equivocada idéia de produzir algo de extremamente útil aos seus seguidores e participantes. Não se pode discutir o direito de quem quer que seja de fazer reuniões, passeatas ou desfiles. Além de ser legal é perfeitamente aceitável pelo fato de vivermos em uma democracia.

No entanto, estes desfiles têm em alguns casos, despertado a reação da sociedade mais conservadora. A Marcha para Jesus pode ser um exemplo. No ano passado os religiosos dizem ter colocado mais de três milhões de seguidores nas ruas de São Paulo. Todas estas manifestações são importantes, mas infelizmente focam na direção errada uma vez que desviam a atenção dos problemas que realmente deveriam ser enfrentados pela sociedade civil organizada. Viver uma vida de orientação sexual diferenciada ou adorar a Cristo não resolve os gargalos que fazem do nosso país uma das sociedades mais atrasadas e injustas do mundo.

Por isso, colocar 100 mil pessoas nas ruas de Porto Velho apenas para dizer que aceitam o que é diferente é um desperdício. Assim como cinco milhões nas ruas de São Paulo. E tantos outros milhões em outras cidades deste país. Essas pessoas "de orientação sexual diferenciada" deviam "emprestar" apenas 10% deste contingente para sair às ruas reivindicando melhorias no Hospital João Paulo Segundo, mais ética na política ou por uma educação pública de qualidade, por exemplo. Teriam tais atos, talvez, muito mais praticidade e consciência política do que fazer passeatas que muitas vezes afrontam esta mesma sociedade vítima deste Estado incompetente.

Além do mais, estes mesmos desfiles são vistos por muitos como pura e simples apologia às drogas e outros tipos de entorpecentes. Os nossos problemas são muito maiores e de uma dimensão muito superior a simples desfiles carnavalescos em tom de deboche. Discriminação e homofobia são crimes e devem ser encarados e punidos como tal. Já há legislação pertinente para isso sem precisar de passeatas que sujam as ruas e mostram o verdadeiro caráter dos gays, lésbicas e afins: falta-lhes, na maioria dos casos, visão crítica e participação política e acima de tudo demonstram ter uma mentalidade baseada na premissa de que tudo é festa, tudo é manchete, tudo é brincadeira.

Gays, lésbicas e religiosos unidos com o restante da população para exigir e reivindicar os seus direitos e a sua cidadania é o que falta a Rondônia e ao restante do Brasil. O mundo é muito mais cruel do que "purpurinas e desfiles". Se todas as pessoas que se dizem discriminadas e perseguidas no Brasil e no mundo tivessem que fazer desfiles e passeatas, teríamos que permitir ou assistir às mulheres, os negros, os hemofílicos, os pobres, e mais um montão de pessoas se organizando para tão somente sujar as já imundas ruas deste país e desta cidade. Porém se estas pessoas usassem seu poder de persuasão para cobrar um Estado competente em suas vidas, o país mudaria.


*É professor em Porto Velho

8 comentários:

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o senhor Professor.. e acho que se relmente essa gente toda se unisse pra realizar "desfiles" para algo realmente útil o Brasil seria bem melhor! Até logo'

victor disse...

Apóio, com certeza, suas ideias pois os objetivos de passeatas tem que ser mais profundos e conscientes do que simplismente fazer badernas. Valeu.

Coelho Azul disse...

Tá bom, que seja. Mas diga diretamente e de forma prática o que a Comunidade Gay e a sociedade precisam fazer então para conseguir criminalizar a homofobia, aprovar o Casamento Gay, a adoção para casais Homossexuais, garantir a troca de nome para as Trans e igualar todos os direitos negados aos Gays com os já concedidos a todos os héteros. Diga de forma simples o que precisa ser feito para alcançar isso em 6 meses que faremos com o maior prazer e então Paradas Gays não precisarão mais ocorrer em cada município brasileiro. Nós trocaríamos imediatamente qualquer Parada Gay por uma igualdade de direitos total e plena hoje mesmo. Como conseguimos isso de forma eficaz? Você pode nos ajudar?

Joice Xpds disse...

A parada gay visa conscientizar a cerca de um problema social.

Preconceito e corrupção são os cupins da nossa sociedade. Desenvolvendo ações a favor da paz e do respeito o movimento gay já conseguiu o meu apoio.

Contra a corrupção ninguém sabe o que fazer, aliás os rondonienses não passam de "jecas" (palavras suas), não exija mais que uma passeata contra a homofobia ó Ser Supremo!

tathiane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tathiane disse...

concordo plenamente,se as pessoas se unissem, negros,gays,pobres,ricos,deficientes etc...para reivindicar melhorias para nossa capital e estado,talvez Porto velho não estaria dessa forma que se encontra hoje e nem o estado,pois temos um prefeito incompetente e um governador que não está nem ai para o o que a população precisa,ambos pensam somente neles..enquanto isso estamos ai largados a própria sorte

se a questão de homofobia fosse o único problema,isso seria apenas uma virgula,temos assuntos mais importantes como educação e saúde para fazer manifestações e passeatas

guida disse...

Professor discordo plenamente do seu texto... quando li a primeira vez até encontrei verdades em algumas colocações, mas lendo seu outros textos percebi que você nada mais é que um descascador de feridas, sim meu caro, descascador de feridas pelo simples fato de você puxar as casquinhas e deixá-las sangrando sem contudo colocar remédios para sarar de uma vez por todas a infermidade.
Saiba professor que sua martéria é muito peconceituosa ou melhor... vou ser mais direta e dizer que o senhor discrimina a comunidade homoafetiva e qualquer outra classe que tente reinvindicar seus direitos. Saiba carissimo que muito embora nossa CF tenha como um dos seus fundamentos a dignidade da pessoa humana artigo 1º, III e tenha como um dos fundamentos da nossa República promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quais quer outras formas de discriminação artigo 3º, IV, além de estampar no frontispício do artigo 5º que todos são iguais perante a lei sem distinção de qualquer natureza, não é norma suficiente para acabar com a discriminação existente contra os homoafetivos, pois nossa lei de fato vivenciada pela sociedade é a lei da discriminação e hipocrisia. São pessoas cheias de falsas verdades que se acham no direito de dar o veredito condenando ou absolvendo, talvez sendo este o seu caso, mas saiba caro colega que cada pessoa tem que lutar pelo que defende independente de ser um pedaço de pão, quanto mais um lugar ao sol.
Diexe de pedantismo Nazareno, pois tudo indica que teu conhecimento é superficial, digo isso pelo fato de estar fazendo um trabalho universitário, mais especificamente um artigo científico que trata justamente do preconceito contra homoafetivos.Eu estou fazendo uma pesquisa em todos os ramos que envolve o homossexual e analisando teu texto percebi que muito pouco, ou quase nada você sabe sobre essa comunidade tão discriminada, você não pesquisou, não foi a fundo para se inteirar dos fatos, de como a comunidade homoafetiva sofre, pois a violência contra eles cresce a cada dia, o mercado de trabalho se fecha para essa classe, até nossa própria constituicão deixa a desejar no amparo aos direitos do homoafetivo...
Você Nazareno simplesmente resolveu escrever, ou melhor vomitar sua opinião preconceituosa,e discriminatória, assim como todas as outras matérias no seu blog. Sabe Nazareno existem pessoas que só sabem apontar defeitos e falar mal do lugar em que vivem, estou falando de você sim, me faz um favor, ou melhor faça um favor a si mesmo homem, desça deste trem chamado Brasil... Vá viver na Europa, na China ou onde você quiser, mas pare de se achar o dono da verdade.
Vou deixar uma página aqui para você se inteirar melhor da luta dos homoafetivos por seus direitos
WWW.mariaberenicedias.com.br
busque ler a todas as matérias,busque em outros meios assuntos relacionados aos temas por você tratados.
Por enquanto fico por aqui, até mais.

Joice Xpds disse...

Nazareno...
Encontrou sarna pra se coçar... lálálá!
^ Ela falou bonito e o sr. mexeu no vespeiro e não teve como correr das vespas.